Não é só com monstros que as pessoas se assustam, mas também com as contas todos os meses do ano. Uma pesquisa feita com os usuários do aplicativo Guiabolso mostrou que, na maior parte, os brasileiros não imaginam o valor final das contas.

A pesquisa contou com 1.043 usuários do aplicativo e mostrou que 80,7% deles já se assustaram com o valor da fatura do cartão de crédito ou de alguma conta específica. O levantamento diz que 58% das pessoas ficaram chocadas com o valor da conta do cartão de crédito. Já as contas de água, luz e internet assustaram 14% das pessoas.

As contas que são fixas, são as que menos assustam as pessoas no fim do mês, até porque o valor é sempre o mesmo. Isso acontece porque provavelmente boa parte das pessoas não faz um bom planejamento financeiro.

Já que as contas que mais assustaram foram as do cartão de crédito, vamos ver algumas dicas de como controlar os gastos com ele.

Como controlar os gastos no cartão de crédito?

Quando falamos das finanças pessoais dos brasileiros, os cartões de crédito são uma parte crucial delas. Mas infelizmente a maioria das pessoas só aprendem a administrar seus cartões de crédito quando enfrentam problemas por causa deles.

Uma dica muito válida é utilizar aplicativos de controle de gastos, eles ajudam nos problemas com os gastos nos cartões de crédito. É aconselhável anotar todos os gastos realizados com o cartão de crédito, garantindo assim o controle de tudo o que é comprado com ele.

Outra dica também é reduzir o limite do cartão. Especialistas afirmam que o ideal é que o limite do cartão não ultrapasse 50% da sua renda líquida. Saber os nossos limites na hora de usar o cartão de crédito é muito necessário, e uma forma fácil de fazer isso é por ter no máximo dois cartões de crédito.

Com apenas dois cartões é mais fácil você ter controle para administrar a fatura e o quanto pode gastar nele. Você também pode optar por colocar a data de vencimento do seu cartão de crédito para uma data próxima da que você recebe seu salário.

Com o vencimento perto do dia que cai seu salário, você acaba se organizando para usar o dinheiro como prioridade para pagar a fatura e evita possíveis multas de atraso.

Sempre observe e negocie a anuidade e as taxas cobradas nos cartões, alguns serviços adicionais desnecessários podem estar aumentando o valor total da sua fatura. O que você precisa ter em mente é que o cartão de crédito não é uma renda extra. O ideal é sempre pagar o valor total da fatura para não lidar com os juros de atraso.

E por fim, tenha um bom planejamento financeiro para te ajudar a controlar os gastos.

Como economizar luz?

Muitas pessoas também se assustam com o valor que gastam com a energia, por isso vamos ver algumas atitudes simples que ajudam na economia. Todas as pessoas sabem que deixar as luzes acesas quando sai de um cômodo que não está em uso é um desperdício de dinheiro e eletricidade.

Algo que se pode fazer para ajudar nisso é aproveitando a iluminação natural, usando cortinas translúcidas, instalando claraboias no teto e reposicionando os móveis para aproveitar a luz das janelas.

A escolha das cores na decoração também ajuda muito a economizar no final do mês, mesmo que pareça insignificante pensar nisso na hora de escolher as tintas. Vale a pena apostar em cores claras, que deixam os espaços naturalmente iluminados. Isso não vale só na hora da escolha das tintas, mas também para os revestimentos dos pisos.

Outra maneira de economizar energia é por usar lâmpadas de Led, mesmo sendo mais caras, elas duram o triplo e consomem quase metade do que as fluorescentes. Se você não possui ar-condicionado, o chuveiro elétrico é o que mais gasta energia na casa. Diminuir o tempo na hora de tomar banho é essencial para que haja economia.

Deixar a chave do chuveiro na posição verão pode gerar uma economia de até 30% na conta de energia.

O hábito de deixar vários aparelhos plugados, mesmo que não estejam sendo usados, não é nem um pouco incomum. Mesmo que pareça inofensivo, fazer isso pode fazer com que o gasto seja significativo no final do mês.

Ao adotarmos métodos econômicos, além de economizar financeiramente, você agrega na sustentabilidade e contribui para o bem-estar das futuras gerações.

Como economizar no consumo de água?

Além dos gastos do cartão de crédito de energia elétrica, outra conta que assusta no final do mês é a de água. Mudanças de hábitos simples podem ajudar tanto o nosso bolso como também a natureza e as futuras gerações.

Uma maneira muito interessante de poupar água é utilizá-la, e podemos fazer isso por reaproveitar a água da chuva e da máquina de lavar roupas. Lavar a calçada com mangueira é uma atitude pouco consciente e pode representar um gasto de 120 litros de água, prefira usar a vassoura para limpar o quintal e a calçada.

Infiltrações e vazamentos podem acontecer sem que você perceba e representar um elevado desperdício de água, além de dar um susto na conta que chega ao final do mês.

Dessa forma sempre verifique as torneiras e procure por sinais de vazamento na parede. Evite lavar uma peça de roupas por vez, se possível junte várias peças de roupas para evitar o desperdício de água.

Como vimos todas as contas que assustam a maioria dos brasileiros podem ser diminuídas, basta fazer um bom planejamento e algumas mudanças de hábitos simples. Agora que você já sabe como parar de se assustar com as contas, coloque em prática essas dicas e veja as vantagens por si mesmo.