Conheça as principais formas de pagamento que prometem mudar de vez a forma de você comprar as coisas. Entenda as novas formas de pagar!

Mesmo o papel moeda pode ser considerado uma revolução na maneira em que nos relacionamos com bens e serviços.

Afinal, paramos de usar Prata e Ouro como pagamento a séculos, tendo o papel moeda como substituto e alguns integrados com tecnologias para impedir possíveis falsificações.

E para a felicidade da nação, essas variações estão surgindo e sendo cada vez mais democráticas para a população.

Um exemplo muito recente e 100% nacional é o do Pix que foi capaz de levar renda para qualquer pessoa com uma conta bancária.

Porém, muitas pessoas desconhecem este fato e acabam limitada a poucas opções no dia-a-dia, veja a seguir, as principais do mercado atualmente:

7 formas de pagamento revolucionárias

Com a implementação da tecnologia 5G no Brasil, veremos a aplicação em massas de novas tecnologias e no caso dos pagamentos, as principais até o momento são:

1.Pagamento por aproximação

O pagamento por aproximação começou a ser conhecido pela grande maioria das pessoas pelo cartão de crédito.

Afinal, basta encostar seu dinheiro plastificado com a máquina e pronto, já está feito a transferência.

Acontecendo justamente pela tecnologia NFC que usa do campo magnético ao redor do objeto para validar transações financeiras.

Dispensando na maioria dos casos o uso de senha e cortando grande parte do tempo perdido para ter que pagar um produto ou serviço.

O grande trunfo disso é que já está sendo integrado com outras tecnologias como Smartphones, Smartwatches etc.

2.Pix

Apesar de sua sigla não ter um significado em um primeiro momento, Pix dá a impressão de ser algo rápido e eficaz.

Assim, o Banco Central vem desenvolvendo a ferramenta para agilizar a forma como realizamos transações bancárias.

A grande boa notícia é que ela não vem para parar nessa função, mas continuar se desenvolvendo tecnologicamente.

Sendo planejado já a utilização de crédito para pagar ou sacar certos valores à vista e sem burocracias.

Com o tempo, a instituição governamental pretende implementar uma identidade digital para cada brasileiro utilizando o Pix.

Mas esta é a cena dos próximos capítulos e você precisa participar desse filme como personagem principal com a boa utilização desse mecanismo.

3.Moedas virtuais

Para um pagamento sair de um banco até uma empresa ou pessoa, vários passos não precisam ser cumpridos para que isso se concretize.

Afinal, toda essa grande rede precisa de uma segurança para prevenir golpes como a de alteração de pagamento e o surgimento do gasto duplo.

Envolvendo uma grande centralização e controle do governo. Apesar desse fato, algumas pessoas querem dar mais autonomia aos donos do próprio dinheiro.

Utilizando uma rede de segurança compartilhável chamada Blockchain que garante a segurança de todas as transações e elimina diversos custos de movimentação financeira.

Atualmente, as principais moedas virtuais são o Bitcoin, Ethereum, Tether e podem ser adquiridas em corretoras ou até mesmo bancos como o Nubank e Mercado Pago.

4.NFT

Imagine que você tem algo único como uma obra de arte em casa de um grande pintor famoso.

Você, como sabe dos efeitos do tempo sobre ela, se antecipa ao futuro e busca uma solução para não deixar se perder algo tão valioso.

Dessa maneira, é possível utilizar blockchain para criar um código único para as diversas partes que compõem o objeto.

E o melhor, pode ser fragmentado e possibilita que inúmeras pessoas tenham pequenas partes.

Formando o Non-fungible token Token ou Token Não-Fungível na tradução literal tem aplicações em qualquer coisa do mundo real e pode transformá-la em moeda.

5.Cartões virtuais

A internet já está em 8 a cada 10 casas brasileiras e isso está levando a uma explosão de consumo no mundo digital.

Apesar desse mundo de flores inicial, é terreno perfeito para golpistas se aproveitarem da confiança das pessoas para a aplicação de golpes.

Com isso, os bancos vêm revolucionando a forma de oferecer cartões tanto de crédito quanto de débito.

Criando uma maneira virtual que pode ser criada e excluída a qualquer momento pelos seus usuários dentro do aplicativo.

Dando mais liberdade em colocar seus dados e garantindo uma proteção superior em casos de fraudes utilizando cartões.

6.QR Code

O QR Code pode ser resumido como uma evolução do código de barras que se tornou ultrapassado com a explosão de produtos e serviços precisando de catalogação.

Por isso, foi necessário criá-lo de maneira simples, mas segura e a prova de cópias ou possíveis duplicações de produto.

Assim, ele pode ter diversos usos, inclusive com o de meio de pagamento para facilitar a última parte do consumo.

Sendo como grande trunfo do QR Code a integração com outras ferramentas como o pagamento através de Pix.

Basta o celular focar no código e fará a leitura automática dos valores a serem transferidos da sua conta.

7.Carteira digital

Pensando em portabilidade, é notável que os aplicativos de banco sejam a primeira coisa em mente.

Entretanto, o processo de transferência de dinheiro pode demorar e envolver vários passos e prolongar sua espera para pagar.

Pensando nisso, é possível contornar esses processos com a carteira digital. Ela utiliza NFC em dispositivos não compatíveis.

Quando entra em contato com a máquina de pagamento, você tem a liberação automática apenas cadastrando seus cartões.

A má notícia é que ainda é limitado a alguns bancos no Brasil, mas espera-se que no futuro esteja democratizado a diversas opções.

As principais carteiras digitais disponíveis até o momento são:

  • Apple Pay;
  • Google Pay;
  • Samsung Pay.

Conclusão

Viu como os meios de pagamento estão cada vez mais diversificados e de simples acesso a qualquer pessoa?

Essa é a maravilha da inovação tecnológica que vem alterando a forma como nos relacionamos com o mundo e nesse caso com os pagamentos.

Em breve, essa lista irá aumentar e novas alternativas podem surgir para solucionar outros problemas que ainda nem damos tanta importância até a ferramenta existir.

Por este motivo, você precisa continuar acompanhando conteúdos relevantes como os que publicamos constantemente no Blog e não perder possíveis ondas inovadoras.

Agora, ajude mais pessoas a se desenvolverem quando o assunto são meios de pagamento, compartilhe nas redes sociais o link para nossa publicação.