Pensar no futuro é algo que muitas pessoas evitam, mas não deveriam. É muito importante estar preparado para o que está por vir.

Seja esse destino uma fatalidade ou uma vida longa e próspera, em todos os casos é bom se precaver, concorda?

Por isso, no post de hoje, queremos te fazer um convite: pensar com carinho em seu futuro e no de sua família.

E é por isso que hoje vamos discutir uma questão muito importante: seguro de vida ou previdência? Iremos te mostrar como cada um funciona e quais são as diferenças entre eles.

Essas opções tem chamado a atenção de alguns cidadãos. Mas, segundo pesquisa feita pela Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), instituição com mais de 80 empresas de produtos de vida e previdência, os seguros têm sido os preferidos das famílias brasileiras.

Para você ter uma ideia de como esse produtos estão distribuídos, trouxemos alguns dados:

  • Classe AB: 18% das famílias tem seguro e 10% planos de previdência privada;
  • Classe C: 6% tem seguro de vida e 4% possuem previdência;
  • Classe D: 6% dos lares têm seguros contra acidentes ou seguro de vida.

Pode parecer pouco, mas devagar as famílias vão entendendo a importância desses investimentos, eles têm crescido bastante nos últimos anos. Mas qual é o melhor para o seu caso? Seguro de vida ou previdência?

Antes de tomar sua decisão, considere algumas informações que separamos para você.

O que é seguro de vida?

O seguro de vida é um tipo de investimento que você faz para proteger quem você ama. Acidentes e fatalidades acontecem a todo tempo, infelizmente. Muitas pessoas têm preconceito com esse tipo de recurso, pois acham que isso é ficar desejando a morte ou algo do tipo.

Mas não pense assim, porque ele é um recurso que pode ajudar muito as pessoas que você ama em momento delicado da vida delas.

Ele funciona para quem tem dependentes, esposa ou esposo, filhos ou outras pessoas que precisam da sua ajuda no dia a dia, seja financeira ou emocionalmente.

Então, caso não seja seu caso, esse não é um bom investimento. Mas se você está em dos casos citados é muito importante que você faça o seguro de vida.

Se você é o principal provedor de sua família, você pode considerar a opção de seguro de vida. Assim, seus entes queridos estarão amparados diante da sua falta.

Outra opção, e essa também serve para quem não tem dependentes, é contratar um seguro contra acidentes.

Nessa modalidade, no caso de acidente que te impeça de trabalhar, você e sua família estarão assegurados e terão uma renda para passar por esse momento.

O que é um plano de previdência?

A previdência pode ser feita de duas maneiras: a pública e a privada. Na pública um percentual do seu salário é recolhido para pagar o INSS e quando você se aposentar, recebe o salário compatível com a contribuição.

Mas com as novas regras da previdência, muitas pessoas têm optado pela previdência privada para garantir o seu descanso quando decidem parar de trabalhar.

Na previdência privada, você investe, na maioria da modalidade mensalmente, um valor por um tempo para que possa resgatá-lo no futuro. Esse é um investimento a longo prazo e há opções de depósitos a partir de 50 reais.

Ao final do prazo estipulado, você pode resgatar seu dinheiro de uma vez, em etapas ou optar receber mensalmente por meio de renda fixa. Depende do plano que você contratar.

Como se trata de investimento financeiro, o objetivo aqui não é só se aposentar. Você pode destinar esse valor a um fim específico, para seu filho fazer faculdade, por exemplo. Aqui o objetivo é acumular um patrimônio.

Seguro de vida e Previdência: entenda as diferenças

Seguro de vida ou previdência? Se essa é sua dúvida, antes de tomar sua decisão é importante ressaltar as diferenças desses tipos de investimento. A primeira delas é o objetivo.

O seguro de vida busca garantir a segurança de seus dependentes caso haja alguma fatalidade. Já a previdência é para acúmulo de patrimônio, é um investimento financeiro de fato.

Além disso, há outras especificidades em relação a esses dois produtos financeiros. Entenda quais são eles:

Tributos

A previdência privada é tributada, ou seja, na hora do resgate sob o valor total irá incidir o desconto do Imposto de Renda. Já no seguro de vida essa tributação não acontece, é um produto isento de impostos.

Penhora judicial

Caso o titular do seguro de vida seja processado, o seguro de vida é penhorável. Em outras palavras, você tem uma dívida judicial e o seguro pode ser usado como forma de pagamento.

Já na previdência privada, essa questão não é bem resolvida, ela pode ser usada ou não para pagar uma dívida.

Imposto sobre herança

Talvez você não saiba, mas há um imposto que recai sobre bens herdados ou doados. O Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doações (ITCMD) é cobrado em uma alíquota de 8% sobre o bem em questão.

Mas no seguro de vida isso não é algo com que se preocupar, pois esse imposto não recai sobre ele.

Já na previdência privada, essa questão também fica em aberto. Alguns estados como Rio de Janeiro e Minas Gerais já fazem essa cobrança. Por isso, antes de contratar seu plano, você deve checar essa questão.

Qual devo escolher?

Entre seguro de vida ou previdência o ideal é escolher os dois. Afinal, eles possuem finalidades distintas. Um é uma proteção para sua família em caso de uma fatalidade e uma partida antes do esperado.

outro é uma preparação para viver uma aposentadoria tranquila, com bem-estar e renda.

Mas para fazer a sua escolha, é bom levar em consideração o quanto pode investir, o que é mais urgente para você e também se você já tem previdência pública ou privada paga pelo seu empregador. Estude direitinho caso possa escolher apenas uma, ok?

Conclusão

Nesse post, você conheceu um pouco mais sobre duas modalidades de investimento no seu futuro e no de sua família ou pessoas queridas. Analise com cuidado as informações, mas não deixe de contratar ao menos uma opção, pois é muito importante pensar a longo prazo e nos infortúnios que, infelizmente, estamos sujeitos, não é mesmo?

E aí, você é do time seguro de vida ou previdência?  O que você tem mais interesse e também qualquer dúvida que aparecer, entre em contato conosco!

Até mais!