Conversar, mandar mensagem, fazer ligação, enviar arquivos e fotos. Parece que o WhatsApp tinha tudo em um só lugar. Mas chegou a novidade que faltava: o WhatsApp Pay, a ferramenta de pagamentos do aplicativo. Conheça mais sobre ela em nosso post.

Criaram as transações de transferência TED e DOC pela internet. Na época, nós achamos que esse era o máximo de inovação que teríamos. De fato, era algo muito novo e facilitador. Mas, de repente, em 2020, fomos bombardeados com mais uma notícia.

Criaram o PIX o auge de nossa evolução financeira (será?). Com ele, é possível transferir dinheiro entre as pessoas, ele chega na conta do destinatário em até 10 segundo, demais, não?

Mas as transformações estão cada vez mais rápidas, meu caro. Chegou mais opção tão tecnológica e rápida quanto o PIX, o WhatsApp Pay.

Você conhece essa inovação? Hoje iremos te contar como ele funciona, quando começará a funcionar em nosso país e o que é preciso fazer para conseguir usá-lo.

Como o WhatsApp Pay funciona?

A ideia era lançar esse serviço em 2020, mas ele foi suspenso antes do início de suas atividades no Brasil. Tudo porque eles queriam se certificar da segurança e o Banco Central acreditava se tratar de uma ferramenta que prejudicava a competitividade com outras instituições.

Paralisaram naquele momento, mas agora, depois de 10 meses, o WhatsApp Pay está de volta com a aprovação do Banco Central e deve estar disponível em breve. Ele funcionará da seguinte maneira: sem precisar do aplicativo da conta bancária (digital ou tradicional), você poderá enviar e receber dinheiro pelo aplicativo de mensagens instantâneas.

O WhatsApp não funcionará como banco, para ficar claro. Mas como uma ponte que vai facilitar as transações financeiras. Ele será um intermediário entre você e o seu banco.

Cadastrando seus cartões de débito e crédito na plataforma, você poderá rachar a conta do bar com os amigos, enviar presentes ou receber dinheiro, se você for uma microempresa.

Para começar, o WhatsApp Pay contará com a parceria dos seguintes bancos e bandeiras de cartão de crédito:

  • Banco do Brasil;
  • Nubank;
  • Sicred;
  • Woop;
  • Visa;
  • Mastercard.

Só tem um detalhe, os cartões de crédito servirão para pagar empresas e o de débito para fazer a transferência de dinheiro.

Como ativar o WhatsApp Pay no aplicativo?

Tudo começa com a sua primeira transferência. Sabe a conversa privada, a que você clica para mandar mensagem de texto, áudios ou vídeos para alguém? Então, lá na caixa de mensagens tem um clips para anexar arquivos, certo?

Depois que você achar, assim como tem o ícone para mandar foto, para mandar vídeo e etc, terá o link para as transações financeiras. Você irá clicar nele e escolher o valor e escolher a forma de pagamento. Como será a primeira vez que você irá utilizar o serviço, vai ter que cadastrar seus cartões de crédito e/ou débito.

Quando você for executar essa função, o Facebook Pay irá abrir seus termos de uso e serviço e você vai aceitá-lo. Alguém pode estar pensando: mas Facebook Pay? Como assim?

Calma, vamos explicar. Talvez você já saiba, mas o Facebook é dono de outras redes sociais como o Instagram e o WhatsApp, por isso o Facebook Pay será acionado nesse momento.

Aceite os termos do Facebook pay. Depois, você será direcionado para cadastrar uma “senha”. Pode ser um PIN (número) a sua biometria, caso seu celular tenha leitor de digital, ou leitor de face, se seu aparelho tiver esse recurso.

Depois de tudo isso, finalmente, você irá inserir seus dados pessoais e dos seus cartões. Depois, eles enviaram um SMS para confirmar a transação.

Parece complicado, mas é bem fácil na verdade. Isso acontecerá só na primeira vez que você utilizar o WhatsApp Pay.

Depois da primeira transferência, o que faço?

Nas próximas transferências, o caminho será bem mais fácil. Vá na conversa privada de quem você deseja enviar o dinheiro. Clique no clips de papel, escolha o ícone de pagamentos e digite o valor. Depois, escolha a forma de pagamento e digite o PIN que você cadastrou.

A transação irá aparecer no chat da conversa privada com a pessoa que recebeu o dinheiro.

Dúvidas importantes

Agora, vamos esclarecer algumas dúvidas que provavelmente você ou um conhecido pode ter. Confira e, caso tenha mais alguma outra, deixe nos comentários deste post.

  • Qual o limite de transferência?
    Por enquanto, você pode fazer até 20 transações por dia. O teto de envios por dia é de mil reais e por mês de 5 mil reais;
  • Quem pode utilizar?
    Até o momento, o WhatsApp Pay pode ser utilizado por usuários do aplicativo que são pessoas físicas, ou seja, ainda não está disponível para o business. Você pode enviar transferência para contatos que estejam salvos em seu celular ou não, desde que ele tenha conta no WhatsApp;
  • Qual o custo das transferências?
    O usuário não paga nada para utilizar o WhatsApp Pay. Ainda não está claro se as parcerias com os bancos rendem algum dinheiro para o WhatsApp. Porém, pode confiar que você não terá custo algum se escolher usar o serviço da empresa;
  • Quais os métodos de pagamento?
    Você deve possuir cartões com bandeira Mastercard ou Visa e/ou conta no Nubank, Banco do Brasil, Woop ou Sicred. Lembrando que o cartão de crédito serve para fazer pagamentos e o de débito para transferir dinheiro;
  • Quando o dinheiro cairá para quem eu transferi?
    A ideia é que num futuro o sistema do WhatsApp Pay seja integrado ao PIx. Por enquanto, a empresa informa que as transações são rápidas e podem ser feitas 7 dias por semana e a qualquer hora do dia;

O WhatsApp Pay é seguro?

Reservamos até uma parte especial para falar sobre segurança. Em qualquer transação financeira, essa é uma questão muito frequente, principalmente nas novas opções de pagamento que surgem no mercado. E não é atoa, afinal, dinheiro não cai do céu, temos que nos certificar se estamos em um ambiente confiável.

O primeiro ponto em relação a isso é que o aplicativo WhatsApp é protegido contra fraudes. Ele possui várias “camadas” de segurança. A empresa ainda garante que todos os seus dados estarão protegidos.

Além disso, é interessante falarmos da importância do PIN. Mesmo que seu celular seja roubado ou sofra uma invasão, quem estiver cometendo esse crime não saberá qual é a “senha” para efetuar a transação financeira. Isso já traz uma segurança, não é mesmo?

Ainda, é importante dizer que, se você trocar de celular, todo o seu cadastro, com o número dos seus cartões e dados pessoais serão apagados. Ou seja, trocou de celular, tem que se recadastrar. Isso também ajuda muito a prevenir qualquer tipo de fraude.

Por isso, podemos dizer que o WhatsApp Pay é sim uma opção segura para transações financeiras.

Conclusão

O WhatsApp Pay é uma novidade que pode facilitar muito o seu dia a dia. Imagina poder conversar, enviar arquivos, fazer chamadas de vídeo e pagamentos, tudo em um só aplicativo. Isso pode ser muito vantajoso e economizar tempo, além de espaço no smartphone.

O serviço ainda está sendo liberado aos poucos. Cheque sua atualização e veja se você já está dentro.

Gostou do conteúdo? Saiba mais sobre esta inovação clicando aqui e interaja com a gente enviando dúvidas ou sugestões.

Estamos aqui para te ajudar sempre!  Até mais!

texto um
teste 02
Tenha acesso os benefícios:
teste
teste2
SAIBA MAIS
Você permanecerá no site atual.